Emprego de Moçambique

Persiste prática de actos de corrupção envolvendo magistrados judiciais no país

O secretário geral dos tribunais judiciais, Jeremias Manjate disse que, apesar de ordens de expulsões e demissões de magistrados e oficiais de justiça, proferidas pelo Conselho Superior de Magistratura Judicial nos casos de envolvimento em actos de corrupção, persistem ainda no país, práticas do género por parte destes profissionais da máquina administrativa da justiça.

Manjate fez este pronunciamento quando respondia ao questionamento feito ontem pela imprensa sediada na Beira, em relação à situação de corrupção no seio dos magistrados judiciais.

O secretário geral dos tribunais judiciais que integram a comitiva do presidente do Tribunal Supremo, Adelino Muchanga, que ontem visitou o Tribunal Supremo dos Recursos da Beira, precisou que a situação é de deveras preocupante.

“Apesar destas medidas, a prática de actos de corrupção, envolvendo magistrados e oficiais de justiça, infelizmente continua. Não temos estado a conseguir o efeito desejado, que é estancar, de uma vez por todas, as práticas de corrupção. É um desafio que estamos a enfrentar e continuaremos a desenvolver diversas intervenções visando combater a corrupção no seio da magistratura judicial”, disse Manjate.

Convidado a pronunciar se sobre dados numéricos, aquele responsável disse não dispor, mas precisou que as deliberações do Conselho Superior de Magistratura Judicial referentes ao ano passado, em particular, conduziram a expulsões e de demissões fundamentais na prática de actos de corrupção envolvendo magistrados e oficiais de justiça.

empregomoz

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.